Bom desempenho do agronegócio puxa aviação executiva

Mineira Líder Aviação registra crescimento de 28% em fretamentos no mês de junho em relação a igual período de 2018

0
95
O bom desempenho do agronegócio brasileiro neste ano fez com que a principal empresa de aviação executiva do país, a mineira Líder Aviação, registrasse crescimento de 28% em fretamentos no mês de junho, na comparação com o mesmo período do ano passado, e de 100% no segmento de venda e aquisição de aeronaves.
De acordo como diretor de vendas, Philipe Figueiredo, houve um forte aumento da demanda depois de um período de turbulências, em 2018, causadas principalmente pela instabilidade pré-eleitoral. “Havia uma demanda represada e uma cautela dos empresários em relação aos rumos da economia, inclusive no agronegócio, que hoje representa cerca de 80% dos nossos negócios”, disse Figueiredo.

“Acreditamos em um segundo semestre forte também, com crescimento de 5% no fechamento deste ano.” Em 2018, a empresa registrou receita bruta de R$ 682,4 milhões.

A expansão dos negócios no campo, que historicamente respondem por 70% a 75% dos resultados da Líder Aviação, ajudou a compensar a retração registrada nas áreas de engenharia e infraestrutura. Com a crise gerada pela exposição das empreiteiras envolvidas na Lava-Jato e o arrefecimento dos investimentos em grandes obras pelo país, esses setores reduziram drasticamente sua participação nas receitas da Líder. “Essas atividades estão gradualmente se recuperando, mas a economia brasileira continua no cheque especial”, afirma o executivo.
Fonte: Em.com.br
COMPARTILHAR