ACA tem expectativa positiva para negócios durante a Expobacia e Expoagro/AL

0
87

Com a confiança reestabelecida no cenário do agronegócio no Brasil, a Associação dos Criadores de Alagoas (ACA) instensifica a partir  do mês de setembro o calendário de atividades do segundo semestre. Na agenda, estão dia de campo, palestras e  encontros com criadores, culminando com as exposições:  Expobacia Leiteira, de 2 a 5 de outubro, em Batalha ;  e a 69ª Expoagro/AL,maior evento do setor, de 25 de outubro a 3 de novembro, em Maceió/AL.

O presidente da ACA, Domicio Silva, acredita que a sequência de atividades voltadas para o setor deverá atrair atenção de criadores e investidores em genética leiteira e de corte de todo País. “Mais uma vez Alagoas será opção para aquisição de genética e reposição de animais. Junto com os criadores, intensificamos já em agosto o calendário de encontros e eventos visando o aumento do conhecimento técnico e a geração de negócios”,  salientou

Na Expobacia Leiteira,  em parceria com a prefeitura de Batalha e Secretaria de Estado da Agricultura de Alagoas,  a Associação vai estar lado a lado com o criador durante os julgamentos do girolando e  gir leiteiro.  A competição vai  somar pontos para o ranking anual das raças.  “Com esse evento a bacia leiteira alagoana deixa de ser patrimônio local para ser do Nordeste”, disse Silva.

Maior do Norte e Nordeste

Considerada a maior exposição do Norte e Nordeste do agronegócio, a Expoagro/AL que é realizada  em parceira com o Sebrae/AL, Organização Arnon de Melo e Banco do Nordeste, promete abrigar maior volume de demandas da pecuária, tratando temas como melhoramento genético, mercado e tendências do setor. Para esse ano, já estão confirmados oito leilões, palestras, shopping de animais, julgamentos e a grande Exposição Nacional de Ovinos Dorper que contará com mais de 800 animais em pista adiantou.

“A  Expoagro representa a culminância dos trabalhos de todo o ano. É uma exposição de grande importância, que mexe com a economia alagoana  e os planos do setor. Isse se deve ao padrão genético construído pelos criadores do nosso estado, que é sinônimo de qualidade genética entre a produção nacional. Sem dúvida, Alagoas larga na frente com esse diferencial em eventos direcionados à pecuária regional”, chamou atenção.

Fonte: BCCOM

COMPARTILHAR